Menina de 1 ano é encontrada morta em igreja de Joinville

Uma menina de 1 ano e 8 meses de idade, Gabrielli Cristina Eichholz, foi encontrada morta na pia batismal de uma igreja adventista em Joinville (SC), por fiéis que participavam de um culto. De acordo com testemunhas, havia apenas alguns centímetros de água no tanque, o que afastaria a hipótese de afogamento.A menina era filha de Juliarde Luiz Eichholz e Andréia Pereira, ambos com 26 anos. Eles têm outros dois filhos, com 5 e 2 anos.A criança havia sido levada até o templo por um casal de primos. Gabrielli e outras crianças foram colocadas em uma pequena sala, de onde ela desapareceu.Ao final da cerimônia, ao notar a ausência da garota, vários fiéis foram à sua procura, até que alguém entrou na sala de batismo e a encontrou dentro do tanque, que tem o tamanho aproximado de uma banheira comum.Gabrielli foi levada para um hospital, mas chegou sem vida. Segundo informações não confirmadas, havia sinais de violência no corpo da criança. A polícia aguarda o laudo do IML."Eu pertenço a esta comunidade desde menino e nunca imaginei uma tragédia assim. Estamos estarrecidos e queremos que o autor desse crime seja identificado e punido", disse o pastor Isac dos Santos. A Igreja Adventista arcou com as despesas funerais.Texto alterado às 19h55 para acréscimo e correção de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.