Menina de 11 anos morre atingida por bala perdida no Rio

Em outubro do ano passado, uma bala perdida matou um adolescente de 15 anos na mesma favela

Nicola Pamplona, Agência Estado

12 de setembro de 2010 | 17h47

A menina Cauane Tomás de Almeida, de 11 anos, foi morta por uma bala perdida na madrugada de domingo na Favela Mandela, em Manguinhos, zona norte do Rio. Segundo a polícia, o pai de Cauane contou que ouviu um barulho de tiro e, logo depois, a menina caiu no chão e começou a gritar de dor. Ela foi atingida na barriga e levada ao Hospital Geral de Bonsucesso, mas não resistiu aos ferimentos.

 

A polícia não sabe dizer de onde partiu o disparo, mas garantiu que não havia operação policial na área no momento em que a menina foi baleada.

 

A Favela Mandela é parte do complexo de favelas de Manguinhos, com 31 mil habitantes segundo dados do último censo, e ainda dominada pelo tráfico de drogas. Em outubro do ano passado, uma bala perdida matou um adolescente de 15 anos no local.

 

A morte de Cauane foi registrada na 21ª Delegacia de Polícia, de Bonsucesso, e deve ser investigada pela Delegacia de Homicídios, que centraliza os casos deste tipo no Rio.

 

Em julho, Wesley Gilbert Rodrigues de Andrade, também de 11 anos, foi atingido por uma bala perdida dentro de sala de aula em uma escola pública no bairro de Barros Filho, na zona norte.

 

Na ocasião, a polícia realizava uma operação nas redondezas em busca de criminosos, mas a autoria até agora não foi determinada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.