Menina de 6 anos é morta em bar de Salvador

Homens atiraram no estabelecimento, em Pernambués, onde se comemorava um aniversário

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo

07 Outubro 2013 | 16h34

SALVADOR - Uma menina de 6 anos morreu e cinco pessoas, entre elas uma adolescente de 14 anos, ficaram feridas em um ataque feito por homens armados a um bar do bairro de Pernambués, em Salvador, na noite de domingo, 6.

De acordo com informações do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde o caso é investigado, os atiradores tinham como alvo um homem identificado como Emerson Carlos Souza, de 30 anos, e o atentado estaria relacionado com o tráfico de drogas. Ele foi atingido por dois tiros, mas passou por uma cirurgia no Hospital Geral do Estado (HGE) e não corre risco de morrer.

O ataque ocorreu pouco depois das 19 horas, quando um grupo de pessoas comemorava um aniversário no bar. Emerson e alguns amigos estavam em volta de um carro, estacionado nas proximidades. Ao perceber que seria atacado, porém, Emerson correu para dentro do bar e os atiradores o seguiram, atirando.

Franciele Santos, de 6 anos, brincava com amigos do lado de fora do bar quando foi atingida por um tiro no tórax. Morreu antes de chegar ao hospital. A menina era sobrinha da dançarina transexual Leo Kret, ex-vereadora de Salvador, e neta do proprietário do bar. Outra sobrinha da dançarina, de 14 anos, ficou ferida, atingida por um tiro na perna, mas foi medicada e já recebeu alta do HGE.

Dos outros três alvejados, homens de entre 25 e 39 anos, dois seguem internados na unidade, mas não correm risco de morte. Segundo o DHPP, os autores do atentado já foram identificados e estão sendo procurados pela polícia.

Mais conteúdo sobre:
Violência Salvador Bahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.