Menina de 6 meses morre afogada depois de cair de cabeça em balde

Devido ao forte calor, a mãe da criança disse que pôs o balde com água no quarto para umidificar o ambiente

Márcia Rosseto, de O Estado de S.Paulo

05 de setembro de 2010 | 14h40

RIBEIRÃO PRETO - O calor provocou uma tragédia em Ribeirão Preto , interior de São Paulo. Maria Cecília da Silva, de seis meses morreu afogada depois de cair de cabeça num balde, durante a madrugada deste domingo, 5, no bairro Jardim Juliana, região Leste da cidade.

 

A mãe, Alexandra Aparecida da Silva, de 32 anos, tinha acabado de amamentar a criança quando ambas acabaram adormecendo. Ao ouvir um barulho, ela pulou da cama e tirou a menina do balde, que parecia desacordada.

 

Acionado, o Corpo de Bombeiros fez massagens cardíacas e respiração boca a boca e levaram a menina para uma unidade de saúde do bairro Castelo Branco Novo, que fica na região da casa da família, sendo socorria pelo pediatra Flávio Villa. Segundo ele, a recém nascida chegou sem sinais cardíacos, estava sem pulso e já não respirava. Ela foi entubada e recebeu medicação, mas não adiantou.

 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a mãe da criança disse que colocou o balde no quarto para umidificar o ambiente. A filha rolou da cama e se afogou. O corpo da menina foi enterrado hoje por volta das 13 horas. No ano passado, um bebe de quatro meses também morreu ao cair num balde com água.

Tudo o que sabemos sobre:
tragédiacalorbaldemenina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.