Menina de 7 anos é atingida por estilhaços de bala na Vila Cruzeiro, no Rio

Criança foi atingida durante troca de tiros entre suspeitos e militares da Força de Pacificação

Tiago Rogero, estadão.com.br

16 Setembro 2011 | 12h58

RIO - Uma menina de 7 anos foi atingida por estilhaços de bala na manhã desta sexta-feira, 16, durante troca de tiros entre um suspeito e militares da Força de Pacificação na Vila Cruzeiro, no complexo de favelas da Penha, na zona norte do Rio, ocupado pelo Exército desde novembro de 2010. Ferida na perna esquerda, a garota foi levada para o hospital estadual Getúlio Vargas, mas já recebeu alta.

 

Segundo o Exército, uma equipe da Força fazia patrulhamento de rotina pela comunidade quando se deparou com um homem em atitude suspeita. Ao perceber a chegada dos militares, o suspeito teria atirado contra a tropa, um militar reagiu e disparou de volta. O homem, ainda não identificado, conseguiu fugir.

 

O Exército informou que vai instaurar inquérito para apurar de que arma partiu o tiro que atingiu a menina. Na 22ª DP (Penha), onde o caso foi registrado, testemunhas serão ouvidas nesta tarde. Uma equipe da polícia civil também vai periciar o local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.