Menina é assassinada na porta da escola em Goiânia

A estudante Adriana de Souza Rocha, de 17 anos, foi assassinada a facadas no lado de fora da Escola Municipal Osterno Pontenciano e Silva, na Vila Santa Tereza, Região Sudoeste de Goiânia. Segundo testemunhas, as facadas foram desferidas por Nahyara Caetano Ribeiro, de 20 anos. Adriana era aluna da escola na 6ª série, enquanto que Nahyara não estudava mais no local. As suspeitas da polícia é de que a briga entre as duas foi motivada por drogas. A polícia contou que uma outra garota entrou na sala de Adriana e a chamou para o lado de fora. Ao deixar o colégio, encontrou-se com Nahyara. As duas começaram a brigar e Adriana teria batido em Nahyara. Para vingar-se, a garota foi até um bar nas imediações da escola, onde pegou uma faca. De volta à escola, Nahyara voltou a mandar chamar Adriana. Quando a garota saiu, Nahyara a esfaqueou duas vezes no peito. A polícia apurou que as duas eram amigas há cerca de um ano. Segundo a família da vítima, Adriana vinha tentando acabar com a amizade, mas Nahyara não aceitava.

Agencia Estado,

15 Fevereiro 2006 | 21h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.