Menina é atacada por um pitbull. Seu estado é ?gravíssimo?

A menina Luana da Silva Oliveira, de 8 anos, foi atacada por um pitbull no pescoço, na rua Dom Marcos Teixeira, 63, no Jardim Carlos Gomes, em frente de sua casa, em Jundiaí. A criança está internada em estado gravíssimo no Hospital Universitário e já sofreu várias paradas cardíacas, segundo o seu pai, Hélio Alves Oliveira. A mãe da criança, Clara Silva, disse que o médico ?não deu esperanças. Se ela sobreviver, terá seqüelas, porque ela ficou sem oxigênio no cérebro?.Luana, aluna do 3o. ano, tinha saído de casa com a irmã Tatiane, às 20h30, para ir até a casa de uma tia, na outra esquina. O proprietário do animal, Jamil Martins Alves da Silva, vendedor de 25 anos, contou ao delegado José Roberto Ferraz que um primo chegou em casa e ao abrir o portão o pitbull escapou e atacou a criança.Jamil trancou o cachorro em casa e levou Luana ao Hospital São Vicente de Paulo. Devido ao seu estado crítico, ela teve de ser transferida para o Hospital Universitário. Como sofreu ferimentos no pescoço, os médicos tiveram de abrir a traquéia para entubá-la. A menina teria ainda perdido um dos pulmões e sofreu ferimentos na barriga e no braço direito. De acordo com o delegado da Seccional de Jundiaí, Orlando Raul Pavan, a lei prevê pena de 10 dias a 2 meses de prestação de serviços à comunidade para quem for omisso na guarda de animais. Se a criança morrer, o dono responderá por homicídio culposo, que tem pena de detenção de até 3 anos, em regime aberto. Os vizinhos do Jardim Carlos Gomes, que não quiseram se identificar, não querem mais que Jamil mantenha o animal no bairro. Eles disseram que vão pedir à polícia providências. A irmã Renata, de 6 anos, não larga a foto de Luana e chora, dizendo: ?Não quero que minha irmã morra, não quero que ela morra...?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.