Menina ferida em tiroteio na Rocinha se recupera bem

Mariana Nunes Nilo, de 11 anos, foi ferida por volta das 6h30, possivelmente por um único tiro, durante duas operações policiais, uma da Polícia Civil e outra da PM, na favela da Rocinha, no Rio. A garota teve lesão na mão direita e fratura exposta na mão esquerda. Foi internada no Hospital Miguel Couto e se recupera bem. A menina foi baleada ao se levantar para ir ao banheiro. "Acordei com ela gritando e já coberta de sangue", contou o pai, Francisco Nilo, carpinteiro. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) da PM informou que uma equipe foi à favela para prender o traficante Flávio Pereira da Silva, de 32 anos, um dos gerentes do tráfico. A ação vinha sendo planejada havia 20 dias. Ele foi encontrado numa casa, com três granadas. A PM informou que os policiais não feriram a menina, pois não dispararam. Além disso, conforme divulgado pela corporação, a equipe ficou somente na parte baixa da Rocinha e a casa da menina é no alto do morro.CivilA operação da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), iniciada por volta das 6h30, assim como a do Bope, tinha como objetivo recuperar uma carga da rede de lojas Casas Bahia roubada na semana passada, na zona norte do Rio. O material está avaliado em R$ 32 mil. Os policiais também estavam com mandados de prisão contra duas pessoas. A equipe deixou o morro às 9h30, sem prender ninguém nem encontrar a carga. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do RJ, os agentes também não subiram até a parte mais alta da Rocinha e não atiraram. Por volta das 11 horas, depois das duas operações, portanto, traficantes soltaram fogos e fizeram uma série de disparos, perto do local onde fica a casa da menina atingida. De longe, era possível ver dois deles, observando a movimentação de policiais e jornalistas. PMs do batalhão do Leblon foram para a parte mais baixa do morro. A polícia interrompeu o fluxo no túnel Zuzu Angel por dez minutos, para que motoristas não fossem atingidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.