Menina morre afogada em clube de Pirassununga

A polícia de Pirassununga, interior de São Paulo, começa a investigar na terça-feira, 30, a morte da menina Rafaela Neile, de 12 anos, que se afogou no domingo em uma das piscinas do Clube Pirassununga, que fica no centro da cidade. Até o final da tarde desta segunda-feira não havia sido instaurado o inquérito para apurar as causas do afogamento.No Boletim de Ocorrência da polícia constam poucas informações sobre o acidente. Diz apenas que Rafaela foi até o clube com sua irmã gêmea Roberta e que se afogou na piscina, por motivos ainda a serem apurados. No domingo, o Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas quando chegou ao local a vítima tinha sido socorrido por uma ambulância de uma empresa particular que presta este tipo de serviço.Ela chegou a ser levada à Santa Casa da cidade, mas acabou morrendo. Segundo testemunhas do acidente, não havia salva-vidas no momento do acidente. No domingo, após o afogamento, o clube foi fechado. Procurados na tarde desta segunda, os diretores do clube não foram encontrados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.