Menino de 11 anos mata amigo de 9 com a arma do pai na Bahia

Garoto havia encontrado a pistola no armário do pai e resolveu mostrá-la ao colega, quando houve o disparo

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo,

10 Agosto 2009 | 13h03

Felipe Santos Lima, de 9 anos, jogava videogame na casa de dois amigos, de 10 e 11 anos, no bairro do Pequi, em Eunápolis (BA), 643 quilômetros ao sul de Salvador, na tarde de sábado, 8, quando o mais velho lembrou de um achado: uma pistola calibre 22 que havia encontrado dias antes no armário do pai, o mecânico Valdeni Jesus dos Santos, de 29 anos.

 

O menino foi buscar a arma e, segundo o que contou na delegacia, ela disparou quando era mostrada a Felipe. Atingido perto do olho esquerdo, o garoto não resistiu e morreu pouco depois, no Hospital Geral do município. Nem Santos, nem a mulher dele, Eliana Rocha, estavam no imóvel no momento do disparo.

 

Morador da vizinha Santa Cruz Cabrália, Felipe foi a Eunápolis passar o fim de semana na casa de uma tia, vizinha de Santos. Conhecia os dois outros meninos das frequentes visitas ao local.

 

O delegado Marivaldo Felipe, que investiga o caso, aguarda o resultado dos exames periciais para checar a versão apresentada pelas crianças. Eliana contou a Felipe que o marido comprou a pistola há pouco tempo, como recurso para defesa pessoal.

 

De acordo com o delegado, Santos será indiciado por porte ilegal de arma e omissão de cautela, como determinam os artigos 12 e 13 da Lei de Desarmamento. As penas para cada crime chegam a dois anos de prisão, mais multa.

Mais conteúdo sobre:
armadesarmamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.