Edmar Melo/SEI/Divulgação
Edmar Melo/SEI/Divulgação

Menino de 12 anos morre atingido por âncora de 200 kg no Recife

Objeto estava pendurado, de forma decorativa, na fachada de um estabelecimento e caiu quando Ismael Silva Magalhães passava pela calçada

Mônica Bernardes, Especial para o Estado

20 Fevereiro 2017 | 13h20
Atualizado 20 Fevereiro 2017 | 17h22

Correções: 20/02/2017 | 17h22

RECIFE - Uma criança de 12 anos morreu, na tarde deste domingo, 19, depois que uma âncora de embarcação, com cerca de 200 kg, caiu sobre seu corpo no bairro do Bongi, na zona oeste do Recife. 

Segundo peritos da Polícia Civil, o menino, identificado como Ismael Silva Magalhães, estava andando pela calçada onde o objeto estava pendurado, de forma decorativa, na fachada de um estabelecimento comercial, quando a âncora se desprendeu da estrutura que a sustentava. A morte aconteceu de forma imediata, de acordo com os peritos.

O proprietário do ponto comercial chegou ao local momentos após o acidente, mas foi embora antes mesmo da chegada da polícia. Familiares e amigos do garoto estão revoltados.

“Meu filho era um garoto de ouro. Estava indo na casa onde eu moro, com a madrasta dele, para pegar umas roupas da irmã caçula. E, do nada, meu filho acabada esmagado por uma âncora. Isso é muito revoltante. Como é que alguém pendura um objeto desses e não faz de forma responsável?”, desabafou, em entrevista a uma rádio local na manhã desta segunda-feira, 20, Abrãao Pereira Magalhães, de 54 anos, pai de Ismael.

Correções
20/02/2017 | 17h22

O texto foi atualizado às 17h22 para corrigir a informação sobre o peso da âncora que caiu sobre o menino Ismael Silva Magalhães. Ao contrário do informado, o objeto pesava 200 kg, não uma tonelada.

Mais conteúdo sobre:
RECIFEPolícia Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.