Menino de 12 anos morre por bala perdida na zona oeste do Rio

Luanderson Lima, de 12 anos, foi atingido perto da Favela do Aço, em Santa Cruz, zona oeste do Rio, onde houve tiroteio entre policiais militares e criminosos da região

Luciana Nunes Leal, O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2014 | 10h58

RIO - Um garoto de 12 anos morreu nesta quinta-feira, dia 17, após ser atingido por uma bala perdida perto da Favela do Aço, em Santa Cruz, zona oeste do Rio. Luanderson Lima, de 12 anos, chegou a ser levado para o Hospital Pedro II, mas não resistiu, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde do Rio.

Na região, houve protesto ontem depois de um tiroteio entre policiais militares e bandidos da favela. Ainda não se sabe em que circunstância Luanderson foi baleado. Segundo a secretaria, o menino foi atingido na perna, chegou em estado grave ao hospital e foi submetido a uma cirurgia, mas morreu no fim da noite.

Depois do tiroteio, moradores da Favela do Aço queimaram um ônibus do Consórcio BRT e destruíram a estação Vila Paciência. Outras estações ficaram fechadas na tarde de ontem, segundo informação do consórcio, a pedido da Polícia Militar.

Segundo a PM, três homens foram presos na favela de Antares, na manhã de quinta-feira, o que provocou reação de bandidos da Favela do Aço. A polícia informou ontem que uma menina de 7 anos e um adulto também foram feridos no tiroteio e atendidos no Hospital Pedro II. Policiais disseram que o homem baleado estava entre os bandidos que reagiram à ação policial Os dois feridos estariam em situação estável. Luanderson teria sido ferido depois do confronto entre PMs e criminosos.

Tudo o que sabemos sobre:
Favela do AçobealeadoRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.