Menino de 6 anos baleado pelo próprio irmão ficará cego

Um dia depois de ser baleado pelo próprio irmão, em um acidente envolvendo uma espingarda, ocorrido no interior de Pernambuco, o menino Zinho (cuja identidade não foi divulgada), de 6 anos, foi declarado nesta quinta-feira, 18, definitivamente cego pelos médicos.Segundo policiais do município de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco, o irmão mais velho de Zinho, que tem 10 anos, teria apanhado a arma do pai, Cassimiro Fontes, em um momento de descuido dos pais.A mãe das crianças, Maria Raimunda da Silva, contou aos policiais que havia saído de casa minutos antes de ouvir os disparos para participar de uma reunião em uma residência vizinha. O marido, segundo ela, costumava guardar a espingarda dentro do guarda-roupa do casal.Após o acidente, a vítima foi socorrida por vizinhos e levada para o Hospital Regional de Limoeiro, sendo transferido, na madrugada da quarta-feira, para o Recife.Na manhã desta quinta, foi operado por oftalmologistas, na tentativa de recuperar a visão. O quadro, no entanto, é considerado irreversível pelos médicos. Não há previsão de alta médica, em função do alto risco de infecção. O pai das crianças deverá ser indiciado por posse ilegal de arma e lesão corporal grave.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.