Menino de 8 anos consegue sair de carro roubado no Rio

Três jovens foram presos na madrugada de domingo, 12, na tentativa frustrada de assalto a um carro em Irajá, zona norte do Rio. O grupo, de cinco homens, retirava uma criança de 8 anos de um Palio quando foi abordado pela polícia. Houve troca de tiros e um dos assaltantes, identificado apenas como Hugo, de 30 anos, foi morto. O proprietário do Palio, Carlos Augusto Eugênio da Silva, voltava para casa com a namorada Sandra e o filho, mas nenhum deles ficou ferido. Durante a manhã, circulava a versão de que os bandidos teriam atirado o menino do carro em movimento. Mas o pai do garoto disse em entrevista ao Estado que o menino foi retirado do carro ao mesmo tempo que ele e a namorada.A ação da quadrilha começou por volta da meia-noite, com o roubo de um táxi Santana. Dois homens retiraram o proprietário do veículo e pararam em um posto de gasolina, logo à frente, para pegar três comparsas. Pouco depois, em frente ao Cemitério de Irajá, o táxi parou de funcionar, devido à ação do alarme, e os criminosos abordaram o Palio de Silva.Policiais que faziam a ronda no bairro já seguiam os bandidos, suspeitando da alta velocidade com que o táxi roubado passou por eles. ConfrontoO confronto começou no momento em que os assaltantes se preparavam para assumir o Palio. Silva e sua namorada já tinham saído do carro. ?Estavam todos a pé, retirando o casal do carro. Com a chegada da viatura, eles jogaram a criança para fora do auto e iniciaram disparos em nossa direção?, contou, no boletim de ocorrência, um dos policiais que prenderam a quadrilha. No tiroteio, dois jovens, de 16 e 17 anos, ficaram feridos e foram levados ao hospital, um deles teve alta. Além deles, também integrava a quadrilha Oswaldo Garcia Silva, de 18 anos, que foi detido. Com os criminosos, a polícia apreendeu um revólver calibre 38 e outro calibre 32. Em 7 de fevereiro, em situação semelhante, o menino João Hélio Fernandes, de 6 anos, foi morto ao ser arrastado preso ao carro por 7 quilômetros por bandidos. Eles haviam roubado o carro da mãe do menino, em Oswaldo Cruz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.