Menino de 9 anos é baleado na cabeça por garoto de 13

O estudante Júlio César Padilha Filho, de 9 anos, foibaleado na cabeça por um menino de 13 anos, num bar do Bairro Gardênia Azul, em Jacarepaguá, zona oeste, na noite desábado. O disparo foi feito pelo filho da dona do bar, que manuseava a arma. O adolescente fugiu.O pai do estudante, Júlio César Padilha, contou que o filho brincava com um amigo de infância, que estava armado com umrevólver calibre 32.?Ninguém sabe de onde veio essa arma, quem é o dono. Ele apertou três vezes o gatilho e na terceira vez a arma disparou?,contou Padilha, muito abatido, antes de visitar o filho no Hospital Municipal Lourenço Jorge.O tiro atingiu Júlio César um pouco abaixo do olho esquerdo. De acordo com a assessoria da Secretaria Municipal de Saúde,Júlio César está lúcido, conversa normalmente e seu estado de saúde é estável. A bala ficou alojada na cabeça. O menino, queestá com o rosto muito inchado, não perdeu a visão e será submetido à tomografia, para revelar em que ponto da cabeça ficou oprojetil.O caso foi registrado na 32.ª Delegacia de Polícia (Jacarepaguá). Os policiais vão intimar a dona do bar, a fim de descobrir dequem era arma. O proprietário do revólver poderá ser indiciado, com base no Estatuto do Desarmamento, por imprudência ounegligência na guarda da arma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.