Menino é morto por vizinho que tentava atirar em pitbull

Uma bala perdida matou Claudio Matias da Silva, de 11 anos, no Grajaú, bairro da zona norte do Rio de Janeiro nesta sexta-feira, 6. O menino brincava na lage de sua casa quando foi atingido na barriga. Testemunhas afirmaram que o tiro foi disparado por um vizinho que teria a intenção de matar um cachorro da raça pitbull; até as 19h30 desta sexta, ele não havia sido preso. Claudio foi levado para o Hospital do Andaraí, teve uma parada cardíaca e acabou morrendo no centro cirúrgico. Um relatório elaborado pelo Instituto de Segurança Pública do Rio apontou 224 vítimas de balas perdidas no Estado em 2006, das quais 19 fatais, sendo que o maior número de ocorrências foi na capital. Apenas no último mês de janeiro aconteceram 31 casos, com três mortes, de acordo com as estatísticas oficiais. Na Ilha do Governador, também na zona norte, um adolescente foi baleado durante a tarde. A vítima, identificada como Márcio Andrade Rodrigues, de 16 anos, estava na frente de casa e foi alvejado por um homem que passou em um carro. Os tiros o acertaram duas vezes no ombro, três nas costas e uma em um dos joelhos. O adolescente, sem passagem pela polícia, foi socorrido no Hospital Paulino Werneck, no mesmo bairro. Até o início da noite não havia informações sobre seu estado de saúde.

Agencia Estado,

06 Abril 2007 | 20h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.