Menino ganha carrinho com cocaína. Doação da Receita

Pai achou 50 g em brinquedo de lote apreendido e repassado a prefeitura

João Naves, O Estadao de S.Paulo

13 Outubro 2007 | 00h00

Um carrinho de brinquedo, recheado de notas falsas de real e com 50 gramas de cocaína pura. Este foi o presente que um menino de 5 anos ganhou ontem, Dia da Criança, no colégio onde estuda, em Eldorado (MS). Diretores da Escola Pingo de Gente afirmaram que os brinquedos foram doados pela Receita Federal em Ponta Porã para a prefeitura de Eldorado, que os repassou ao colégio e a entidades beneficentes. Isso também ocorreu em outras cidades da região. "Podem ser toneladas de brinquedos", disse um policial de Eldorado, que não quis se identificar. O policial disse que, após a festa na escola, o garoto foi para casa brincar com o carrinho, que não funcionou. Quando o pai tentou descobrir o defeito, encontrou 40 notas de R$ 50 falsas e as 50 gramas de cocaína. A droga estava envolvido num preservativo. Segundo a Polícia Militar, os brinquedos apreendidos pela Receita foram distribuídos também em cidades como Iguatemi, Mundo Novo e Amambaí. Em Eldorado, foram beneficiadas entidades como o Lar do Menor e a Associação de Pais e de Alunos Excepcionais (Apae), instituições costumam vender peças doadas em bazares. A PM distribuiu nota a emissoras de rádio na qual pede às famílias que examinem brinquedos doados e alertem sobre embalagens estranhas ou dinheiro achado dentro das peças. A Receita só deve se manifestar sobre o caso na segunda-feira. A Delegacia de Eldorado foi avisada sobre a cocaína no brinquedo por um sargento da PM, procurado pela família do menino. Os policiais que atenderam à ocorrência disseram que não encontraram drogas nem dinheiro em outros brinquedos entregues aos alunos da Escola Pingo de Gente ontem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.