Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Menino mata toda a família no rancho de jornalista americano

O jornalista da rede americana de televisão, ABC, Sam Donaldson foi à casa do capataz de seu rancho e deu de cara com o que descreveu como ?óbvia cena de um crime?. Chamou a polícia e, pouco depois, descobriam-se os corpos de Delbert Paul Posey, da mulher e da filha enterrados numa vala rasa. E a constatação terrível, foi o filho do capataz, Cody, um menino de 14 anos, que matou o pai, a madrasta e a meia-irmã.Cody Posey foi preso na casa de um amigo, próxima do Chavez Canyon Ranch, ontem à noite, anunciou o xerife Tom Sullivan, do Condado de Lincoln. Foram feitas três acusações de assassinato contra ele ? as de Paul, de Mary Lee Schmid, de 14 anos, e da madrasta, Tryone ? e quatro acusações de falsificação com evidências. Ele deverá comparecer ao tribunal, pela primeira vez, amanhã.Em nota à imprensa, Donaldson contou que ele e sua mulher, Jan, contrataram Paul para trabalhar no rancho em outubro de 2001. ?Jan e eu estamos sentindo muito a morte dessa gente tão boa?, disse. No programa Good Morning America de hoje, explicou que se tratava de ?uma típica família de rancheiros americanos? e que não percebera nenhum problema entre eles.?Paul era bastante severo com seu filho, mas este é o modo pelo qual se cria um jovem. Nunca vi Paul levantar a voz ou a mão para ele?, o jornalista disse. ?Era evidente que ele esperava muito desse filho.?O promotor distrital, Scot Key, diz que Cody será julgado numa corte juvenil mas poderá receber uma pena de adulto se declarado culpado. Segundo ele, a sentença pode ir de liberdade condicional, pela legislação de menores, a 30 anos de prisão, a sentença padrão, no Novo México, para um adulto condenado por assassinato.?Nunca vi um triplo homicídio e a circunstância de ter sido cometido por um jovem contra sua família nunca aconteceu aqui?, disse Key.Os Donaldsons estavam em Santa Fé, norte do Novo México, para o feriado de 4 de julho ? dia da independência dos EUA ? quando as mortes ocorreram.?Nós não o vimos na terça-feira de manhã nem de tarde, então fui à casa deles ? e na varanda havia uma imensa mancha imediatamente reconhecível?, Donaldson, jornalista da ABC desde 1967, proprietário de três ranchos no centro-sul do Novo México e com fortes ligações com o Estado, contou à estação de TV de Albuquerque, a KOB-TV. Ele descreveu Cody como ?introverdido, como qualquer adolescente de sua idade?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.