Menor ainda mantém 2 reféns em loja de SP

Duas pessoas ainda são mantidas reféns numa loja de celulares na Rua Julio de Castilho, no Belém, bairro da zona Leste da capital paulista. Um rapaz de 16 anos, conhecido por Júlio, e armado com um revólver calibre 38 entrou na loja por volta das 9h30 da manhã de hoje. Ele fez quatro reféns, sendo que duas pessoas foram liberadas sem nenhum ferimento. Segundo a Polícia Militar, o rapaz está em regime de liberdade assistida e pode estar sobre efeito de alguma droga. A PM informou também que ele está muito nervoso e disparou três tiros, mas não feriu ninguém.A expectativa é que o menor se entregue dentro de pouco tempo. Assim que isso ocorrer, ele deverá ser conduzido para a 5ª Seccional Leste da Polícia Civil. O padre Júlio Lancelotti, da Pastoral do Menor, chegou ao local há cerca de uma hora para tentar ajudar a PM nas negociações. Segundo a polícia, o rapaz Júlio entrou em contato com a família e com a namorada, pedindo um advogado.Um dos reféns, Edmur Rodrigues, de 44, é sócio de uma corretora de seguros que fica sobre a loja de celulares e a outra vítima é funcionária da corretora. A PM informou que o menor já cometeu alguns furtos em lojas de celulares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.