Menor ateia fogo a diretor de Centro de Atendimento

O diretor do Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Menor (Criam) de Bangu, zona oeste, Luiz Carlos Gonçalves, teve parte do corpo incendiado nesta manhã por um menor, cujo nome não foi revelado, que fugira da unidade. O rapaz, de 16 anos, voltou ao local, segundo a assessoria da Secretaria de Direitos Humanos, para colocar fogo no Criam. O diretor tentou conversar com o menor, mas foi agredido. O garoto despejou o conteúdo de uma garrafa de álcool sobre Gonçalves e ateou fogo. O diretor do Criam, que sofreu queimaduras de segundo grau na barriga, foi levado para um hospital e depois liberado. O agressor fugiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.