Menores são feitos reféns em complexo prisional na Bahia

Adolescentes estavam em cela separada em Porto Seguro; rebelados exigem transferência para outras unidades

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

15 de abril de 2008 | 04h11

Quatro adolescentes são feitos reféns, desde as 17 horas de segunda-feira, 14, por cerca de 125 detentos no Complexo Prisional Policial da cidade de Porto Seguro, a 700 quilômetros de Salvador, no litoral sul da Bahia. Não há registro de fugas. A cadeia está lotada e os presos ocupam um espaço para no máximo 40 pessoas. Localizado no quilômetro 57 da BR-367, no bairro do Baianão, o complexo está cercado por policiais militares e agentes da Coordenadoria de Polícia Civil do estado. Armados com estiletes artesanais, os rebelados exigem transferência para outras unidades. Segundo a polícia, as grades de parte das 7 celas foram estouradas pelos presos. Apesar de não terem nenhuma desavença com os menores, que estavam numa cela separada, resolveram fazê-los reféns como forma de pressionar a polícia. Muitos dos detentos do complexo já foram julgados e deveriam estar presos em penitenciárias; vários até já cumpriram a pena. Os menores não estão feridos. A polícia espera pelo amanhecer para dar continuidade às negociações. Nenhuma autoridade judicial havia comparecido no complexo até as 3 horas desta terça-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.