Vidal Cavalcante/AE
Vidal Cavalcante/AE

Mentor do assalto ao Banco Central é baleado em tentativa de fuga

Alemão tentou fugir do presídio de Pacatuba, na região metropolitana de Fortaleza, com outros quatro presos do PCC

Lauriberto Braga, Especial para O Estado

08 Agosto 2017 | 08h11

FORTALEZA - Um dos mentores do assalto ao caixa forte da agência do Banco Central de Fortaleza, Antônio Jussivan Alves dos Santos, o Alemão, foi baleado na madrugada desta terça-feira, 8, em uma tentativa de fuga do presídio de Pacatuba, na região metropolitana de Fortaleza.

Alemão tentou fugir com mais presos do Primeiro Comando da Capital (PCC), quando o grupo foi dominado por policiais. Houve troca de tiros. Ele e outros quatro presos foram atingidos e levados para o Instituto Dr. José Frota, maior hospital de emergência de Fortaleza, onde receberam os primeiros socorros. Alemão passou por cirurgia para retirada de três balas. 

A tentativa de fuga ocorreu por volta da quatro horas da manhã. Os presos já estavam perto da muralha, quando foram surpreendidos pelos policiais militares.  Os presos serraram as grades de ventilação das celas, cortaram a grade entre as vivências e jogaram uma corda feita de lenções para escalar a muralha. Um grupo do lado de fora da Penitenciária estava dando suporte para fuga com uma escada e um carro, informa a Secretaria de Justiça do Ceará.

O assalto ao Banco Central aconteceu em agosto de 2005. Por um túnel, o bando comandado por Alemão levou R$ 164,7 milhões em notas de R$ 50 do caixa forte da agência do BC de Fortaleza. Alemão foi condenado a 40 anos de prisão e já cumpriu uma década.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.