Mercadante chama José Jorge de "vice-presidente" em ato falho

O candidato ao governo de São Paulo pelo PT, senador Aloizio Mercadante, cometeu nesta quarta-feira, 2, um ato falho e chamou seu colega José Jorge (PFL-PE) de "vice-presidente". Um segundo depois, se corrigiu: "Quero dizer, candidato a vice-presidente". José Jorge é o candidato na chapa do PSDB/PFL, liderada pelo tucano Geraldo Alckmin.O escorregão de Mercadante ocorreu logo depois da aprovação, por 51 votos a 1 contrário e 1 abstenção do segundo turno da proposta de emenda constitucional que torna impositivo o Orçamento da União. Se o projeto for aprovado também pela Câmara, o Orçamento que sair do Congresso terá de ser obedecido pelo Executivo, daí o nome impositivo. O único voto contrário à aprovação do orçamento impositivo foi dado justamente por José Jorge. Ao verificar o placar eletrônico, o senador Osmar Dias (PDT-PR), autor da proposta, disse que só podia acreditar que José Jorge tinha votado errado e que, se o candidato a vice ainda estivesse no Senado, deveria fazer a correção.Mercadante disse em tom descontraído que as atribuições de vice-presidente de José Jorge é que o tinham atrapalhado na votação. Para logo depois corrigir: "Como ele é candidato a vice, tem muito trabalho por aí e pode ter se atrapalhado".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.