Mercadante elogia acordo de Lembo com o governo federal

O candidato do PT ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, elogiou a postura do governador Claudio Lembo por ter aceitado a ajuda de R$ 100 milhões oferecida pelo ministro da Justiça, Marcio Thomaz Bastos, para o combate a violência no Estado."Existem adversários e adversários. O governador mostrou que os interesses do povo estão acima de divergências politicas, ao contrário do que pensa o candidato José Serra do PSDB", afirmou neste sábado em comício na cidade de Osasco, reduto eleitoral de João Paulo Cunha, deputado federal absolvido pela Câmara depois do escândalo do mensalão."A democracia só existe quando há pessoas que pensam diferente entre si. O que não pode acontecer é o desrespeito a quem pensa diferente e as leviandades, como a acusação de Serra de que o PT estaria ligado aos ataques do PCC".O petistas elogiou também seu adversário do PMDB ao governo, Orestes Quércia, "que disse com dignidade não haver nexo nessa associação (PT e PCC)".Falando alto e com voz firme, Mercadante apoiou uma punição à Serra. O PT estadual entrou na sexta feira com uma notícia-crime contra o candidato do PSDB e o presidente nacional do PFL, Jorge Bornhausen. "Eleição é igual a futebol, se o juiz não punir as jogadas desleais com rigor, o jogo acaba em pancadaria". "A campanha tem que ser limpa, responsável. É assim que eu pretendo fazer. Quero trazer propostas e soluções para São Paulo", concluiu Mercadante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.