Mercadante negocia montar sede da campanha no Butantã

O candidato petista ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, terá dois comitês na capital paulista. O comando da campanha ficará centrado no Butantã, em um casarão localizado na frente do Jockey Club de São Paulo. O imóvel está sendo negociado, mas deve funcionar também como um subcomitê da candidata à Presidência Dilma Rousseff na capital.

, O Estado de S.Paulo

21 de julho de 2010 | 00h00

O QG do Butantã abrigaria o "cérebro" das campanhas, um espaço de reunião entre os estrategistas para afinar discursos, avaliar resultados, repensar os rumos no Estado. "Será um local mais tranquilo, para pensarmos em estratégias", diz o coordenador da campanha de Mercadante, Emídio de Souza.

No imóvel de 450 metros quadrados, inaugurado anteontem em Alto de Pinheiros, próximo à Praça Pan-Americana, ficará o segundo escalão: assessores, departamentos jurídico e financeiro e equipe de mobilização. O imóvel foi cedido pelo proprietário, o dentista Leo Tominaga, de Osasco. Segundo ele, sua nova clínica ocupará o local apenas em 2011, por isso, ele decidiu emprestar o espaço à campanha, coordenada pelo amigo e prefeito de Osasco, Emídio de Souza.

Segundo turno. Em tom cordial, o candidato petista encontrou-se ontem em evento de inauguração da Feira Internacional de Panificação (Fipan), na capital, com o adversário Paulo Skaf (PSB). Demonstrando otimismo, Mercadante disse acreditar em um segundo turno na disputa paulista. Na chegada, os dois se cumprimentaram com um aperto de mãos e trocaram elogios. Para Mercadante, Skaf "qualifica o debate" por sua "competência à frente da Fiesp".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.