Mercadante propõe bilhete único integrado para região metropolitana

O candidato do PT ao governo de São Paulo, senador Aloizio Mercadante propôs nesta quinta-feira, 10, criar o "bilhete único metropolitano integrado" no Estado. Em tese, os sistemas de transporte - das 38 cidades mais a capital - seriam integrados e o passageiro pagaria a mesma tarifa para viajar entre as cidades. Hoje, é possível andar de ônibus e metrô, na capital, por um período de 2 horas por R$ 3, ou tomar até 4 ônibus pagando R$ 2 no mesmo período. "O bilhete único está restrito apenas à capital. Nós precisamos estender para toda região metropolitana, e em toda modalidade de transporte rodoviário, ferroviário, metroviário, o passageiro teria o mesmo direito dentro do tempo do bilhete específico que ele comprou", afirmou após caminhada pelo comércio do bairro da Vila Prudente, zona leste da capital.Segundo Mercadante, sua crítica a atual administração de Gilberto Kassab (PFL), sucessor de José Serra, é de que "não houve avanço no sentido da integração metropolitana do bilhete único". Para ele, a integração seria um problema de gestão, parceria e "o governo do Estado junto das prefeituras pode construir bilhete único metropolitano integrado".Questionado se ele teria diálogo com Kassab para construir a integração, Mercadante respondeu: "Este é um problema de política, temos de aprovar a lei e construir este modelo. Não é um problema de diálogo, diálogo nós temos de ter com a população pobre que anda de ônibus e paga mais caro".Cerca de 150 militantes e cabos eleitorais de candidatos a deputados federais e estaduais participaram da caminhada cantando e carregando bandeiras do partido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.