Mercado de luxo tem expansão de 35% no País

A indústria do luxo está em franca expansão nos últimos anos no País. De acordo com estudo da consultoria americana Bain & Company, ela cresceu 35% em 2006 no Brasil - no mundo esse mercado faturou 1 bilhão. O último relatório do banco de investimento Merrill Lynch indica que o número de milionários brasileiros cresceu 10,1% no ano passado. Hoje o País tem 120 mil pessoas com investimentos acima de US$ 1 milhão. Para os especialistas, o fortalecimento da economia tornaram o Brasil atraente para estrangeiros. ''''Esse boom de investimentos produtivos, principalmente no ramo do entretenimento, está ligado à estabilidade da moeda e das taxas de inflação, o que gera condições extremamente favoráveis aos negócios'''', diz o professor da Faap Silvio Passarelli, especialista do mercado.Há 40 anos no segmento, proprietário de boates e restaurantes em Nova York, Tóquio, Paris e Las Vegas, o empresário Rudoph Piper diz que, além das questões econômicas, o Brasil tem a vantagem da afinidade cultural com Europa e Estados Unidos. ''''Há um interesse histórico pelo que se passa nos EUA e na Europa. As regras para música, vestuário, entretenimento em geral, são as mesmas'''', diz. Tanto que turistas estrangeiros no Brasil engrossam o público das novas casas de luxo. Segundo Fabiano Gomes, sócio da boate Mynt paulista, as marcas de outros países funcionam como referência para eles.Mas a grande aposta dos empreendimentos são pessoas de alto poder aquisitivo, que visitam esses locais para gastar, ver e ser vistos. ''''Mais do que o nome, o que atrai o público são as pessoas'''', diz o ex-nadador e ex-dono de casa noturna Fernando Scherer, o Xuxa.Para a promoter Alicinha Cavalcanti, dona dos mailings mais disputados da cena noturna do eixo Rio-SP, a seletividade é essencial para manter o charme do estabelecimento. ''''Você cria a fidelização de um público tornando o lugar pouco acessível.'''' Freqüentador de clubes como Mynt e Budha Bar, Scherer, por exemplo, já foi barrado numa casa noturna por estar usando tênis.

Raquel Fortuna, O Estadao de S.Paulo

14 de dezembro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.