Merenda intoxica 140 crianças em Cajamar

Pelo menos 140 estudantes de cinco escolas da cidade de Cajamar, na Grande São Paulo, foram levadas para hospitais do município, na manhã desta quarta-feira. Elas sofreram deintoxicação alimentar depois de consumirem a merenda servida pela Prefeitura.O prefeito do município, Messias Cândido da Silva, solicitou uma investigação da Polícia, porque suspeita de "sabotagem". O delegado de Cajamar, Carlos Roberto de Campos, disse que requisitou apreensão dos alimentos servidos aos alunos e também da água, para análise pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. Ele disse que a maior suspeita está sobre um bolo de laranja, comprado pela Prefeitura de uma empresa que será investigada. O nome da empresa não foi divulgado. A menina Solange Rodrigues da Costa, de 11 anos, aluna da Escola "AntônioCarlos Carvalho", disse que foi só comer o bolo e começou a sentir dores de cabeça, enjôos e passou a ter vômitos. O mesmo comportamento tiveram os alunos de escolas distantes quilômetros umas das outras.A mãe de Solange, Eliana, disse ter visto uma menina sair inconsciente do Hospital São Sebastião, sendo levada para outro hospital com mais recursos. Segundo o prefeito Messias, tudo leva a crer em "sabotagem", porque duas funcionárias do Fundo Social do Município ficaram intoxicadas no trabalho, "porque jogaram uma espécie de veneno nas salas, durante a madrugada". Além disso, pessoas estranhas teriam sido vistas próximas de caixas d´águas de pelo menos duas escolas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.