Gerson Monteiro
Gerson Monteiro

Mesmo virtual, Festa de Nossa Senhora Aparecida atrai 27 mil pessoas ao Santuário

Número é bem menor do que em anos anteriores; em 2019 foram 162 mil

Gerson Monteiro, especial para o Estadão

12 de outubro de 2020 | 18h37

APARECIDA – “É o coração que move os pés dos peregrinos”. É assim que dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida, definiu a Festa da Padroeira deste ano, que aconteceu de forma virtual e, mesmo assim, atraiu pouco mais de 27 mil pessoas ao Santuário Nacional até as 16h neste 12 de outubro. Ainda este mês, as missas serão transferidas para o Centro de Eventos, permitindo maior participação do público nas celebrações, já que no próximo fim de semana as excursões de romeiros estarão liberadas para entrar na cidade.

Embora a igreja incentive as pessoas a ficar em casa e a participar das celebrações de forma virtual, até o fim do mês serão anunciadas novas mudanças para atender à demanda de visitantes em Aparecida. O Centro de Eventos, local coberto com capacidade para receber até oito mil pessoas, está passando por adaptações e poderá receber um público bem maior, já que, com o distanciamento dentro da igreja, o número máximo tem sido de 1.500 fiéis sentados, respeitando as regras de segurança durante a pandemia do novo coronavírus.

Em entrevista ao Estadão, o padre José Ulysses da Silva, porta-voz do Santuário, comentou que, no sábado, 10, e no domingo, 11, o templo religioso havia recebido 10 mil e 13 mil fiéis, respectivamente. O número exato de todos os dias das visitas será divulgado durante a semana.

O número é bem menor do que em anos anteriores. Só no 12 de outubro do ano passado foram 162 mil pessoas. A professora Andréa Perez, de 45 anos, de Sorocaba, foi uma das pessoas que não deixaram de ir ao evento, apesar da recomendação da Igreja. 

Ela caminhou de Guarulhos a Aparecida por cinco dias em agradecimento pela recuperação da saúde do neto. “Tem dias que você pensa ‘eu não vou conseguir chegar’, aí você pensa em Nossa Senhora, reza uma Ave Maria. O pé cheio de bolhas sangra, até ficou em frangalhos, mas o que motiva bastante a gente é a fé e a esperança”, afirma a romeira, que chegou a Aparecida sob o sol do meio-dia. “Impressionante como a estrada muda a gente”, acrescenta Andréa, que fez o trajeto pela primeira vez. Ela prometeu, ainda, que no próximo ano vai ajudar pessoas a concluir o caminho dando apoio nas margens da rodovia Presidente Dutra.

Apesar do baixo movimento de romeiros, dom Orlando comemorou a participação dos devotos. Segundo o arcebispo, foram adquiridos 300 mil livretos da novena.  “Sabemos que eram poucas pessoas por aqui, mas em casa teve muita participação”.

Audiência na TV

A Igreja também comemora a audiência da TV mantida pelo Santuário com a ajuda dos devotos. No mês de abril, com a suspensão das missas presenciais abertas ao público, a emissora registrou aumento de 24% na audiência, ocupando o 7º lugar entre os canais abertos na Grande São Paulo. Na sequência, a rede de rádios aumentou a audiência em 20% e o portal mantido pela igreja cresceu em 40% a audiência em setembro.

No balanço das mudanças por causa da pandemia, devido à queda de receitas, a administração de duas creches, antes mantidas pelo Santuário de Aparecida, foi passada para a responsabilidade da prefeitura de Guaratinguetá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.