AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Metrô de São Paulo garante regularidade das operações até 0h

A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) informou por intermédio de sua Assessoria de Comunicação, que o sistema de transporte ferroviário da capital paulista manterá suas atividades normalmente ao longo do dia, até a meia-noite, apesar de toda onda de violência que assola hoje a cidade. O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários de São Paulo também confirmou a manutenção das operações, embora manifeste preocupação com o risco de haver superlotação dos trens."As informações que temos até o momento é de recolhimento dos ônibus, determinados pelas companhias. Nesse momento, já podemos constatar que os trens do Metrô estão lotados, num movimento atípico para o meio de tarde", relatou à Agência Estado o presidente do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, Flávio Montesinos Godoi.A empresa e o sindicato confirmam que, até as 16h desta segunda-feira, somente foi atacada a estação de Arthur Alvin, na zona leste, sem vítimas. "Estamos recebendo todos os tipos de informação, mas queremos tranqüilizar a população: não é verdade que as estações da Sé, Santa Cruz, Itaquera e Clínicas foram metralhadas", insistiu Godoi.Segundo ele, a preocupação nesse momento está relacionada à garantia de segurança dos funcionários e passageiros do Metrô. "Mantemos contatos permanentes com a administração do Metrô e a informação que temos é que o governo do Estado garante toda a segurança para funcionários e passageiros. Essa é a certeza que precisamos para manter a operação regular do sistema, até a meia-noite de hoje", declarou o sindicalista.

Agencia Estado,

15 de maio de 2006 | 16h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.