Metrô fecha 21 acordos de indenização de desabamento

O Consórcio Via Amarela, responsável pelas obras da Linha 4 do Metrô de São Paulo, informou nesta quinta-feira, que até o momento foram fechados 21 acordos para indenizar inquilinos de imóveis localizados nas imediações do canteiro de obras da futura estação Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. Em 12 de janeiro, um desmoronamento no local provocou sete mortes e a demolição e interdição de diversas casas. As famílias da advogada Valéria Alves Marmit, do contínuo Cícero Augustinho da Silva, do funcionário público Márcio Rodrigues Alambert, e os proprietários do microônibus soterrado já fecharam acordos para receber a indenização da seguradora do Consórcio, a Unibanco AIG. De acordo com a nota, três proprietários de veículos S10, Corsa e Fiesta, danificados no acidente do dia 12, foram indenizados, além de outras duas pessoas, donos de um Gol e de um Siena, que tiveram perdas parciais. Segundo o Consórcio, ainda estão em negociação os acordos com as famílias do motorista que atuava nas obras Francisco Sabino Torres, da aposentada Abigail Rossi de Azevedo, e de Reinaldo Aparecido Leite e Wescley Adriano da Silva, motorista e cobrador do coletivo, respectivamente.

Agencia Estado,

22 Fevereiro 2007 | 20h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.