METRÔ TATUAPÉ: Fácil de chegar

De trem: é como chega a maior parte dos 80 mil frequentadores. De carro: cancela de estacionamento exagera ao dizer que ali se encontra de tudoChegar de carro no Shopping Metrô Tatuapé pode gerar falsas expectativas. Na cancela do estacionamento, a máquina que libera o tíquete avisa pelo alto-falante: "Moda, diversão e gastronomia, aqui tem simplesmente tudo". É um exagero.A verdade é que o primeiro shopping integrado a uma estação de metrô em São Paulo tem serviços básicos e as principais lojas de departamento, como C&A, Renner e Lojas Americanas. Poucas boas marcas pipocam pelos corredores, a citar M. Officer, Khelf, TNG e Cavalera. A prometida reforma, que previa modernização nas partes interna e externa e a abertura de um espaço gourmet, atrasou e as obras ainda vão durar dois anos. O que leva, então, cerca de 80 mil pessoas a circularem por suas alamedas todos os dias? A resposta está na facilidade de acesso já mencionada: a integração com metrô. Mas só isso não explica. É preciso considerar também as oito salas de cinema, o razoável setor de serviços, o posto da Polícia Federal e a AutoMed, que faz exames médico e psicotécnico para o Detran. Fundação: 27/10/1997 Área: 133.362m2 Lojas: 300Salas de cinema: 8Vagas: 2.011Estacionamento: R$ 4 (4 horas) 3 Av. Radial Leste, esquina com a R. Tuiuti, 2092-9444. 10h/22h (dom. e fer., 14h/20h). www.shoppingtatuape.com.brVisita ecológicaPassear por este shopping é como ter uma aula de educação ambiental: para onde se olha, há uma placa de conscientização ecológica. Até a arquitetura ajuda: os vitrais da praça de alimentação ajudam na economia de energia e emprestam colorido ao espaço.Doidos por fast foodO público que vai ao Metrô Tatuapé deve gostar muito de McDonald?s. Nos quatro andares do shopping, você sempre esbarra em um. Ao todo, são 2 restaurantes e 3 quiosques.{HEADLINE}Almoço musicalAnote na agenda: os últimos domingos do mês são reservados para shows grátis na praça de alimentação. Até Mallu Magalhães já tocou lá. Acompanhe o site.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.