Metrô vai custar R$ 2 das 18 horas de sábado à meia-noite de domingo

Em outubro, será lançado o Bilhete Lazer para ampliar usuários de baixa renda e turistas no final de semana

Humberto Maia Junior, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2020 | 00h00

Após ampliar em uma hora o atendimento do metrô e dos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) aos sábados, mais uma novidade: a partir da primeira semana de outubro, começa a ser vendido o Bilhete Lazer. Das 18 horas de sábado até a meia-noite de domingo, a tarifa do metrô cai de R$ 2,30 para R$ 2.O tíquete é do mesmo formato que o Bilhete Único, que permite transferências entre ônibus-metrô-trem. Ele vai custar R$ 10, com direito a cinco viagens e poderá ser recarregado.O anúncio foi feito pelo governador José Serra (PSDB) anteontem à noite, no primeiro dia de funcionamento do metrô até a 1 hora. "Com a ampliação do horário de funcionamento e com bilhete mais barato, vamos estimular as pessoas a utilizar mais o metrô."Segundo o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, a idéia é atrair o usuário de baixa renda (com a redução da tarifa) e de turistas e executivos que ficam na cidade nos finais de semana. "Para o usuário de alta renda, o metrô é um meio de transporte mais seguro."Portella disse que outras medidas vão ser tomadas para atrair mais usuários para o metrô. Entre elas, convênios com casas de espetáculos que dêem desconto nos ingressos para usuários do Bilhete Lazer. O trabalho é feito pela São Paulo Turismo (SPTuris). "Ao mesmo tempo em que aumentamos o número de usuários em dias em que o metrô fica mais ocioso, ajudamos a aumentar o número de freqüentadores das casas de espetáculos da cidade."Outra novidade em relação às tarifas do metrô será anunciada no final do ano. Portella disse que a Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos está em fase final do projeto de criação de um bilhete para turistas. Pagando um preço fixo, o bilhete poderá ser utilizado num único dia, entre segunda e sexta-feira, e permitirá quatro viagens."Essas mudanças vão se tornar mais importantes com a inauguração da Linha 4 (Luz-Vila Sônia), que passa por locais com muitas opções de lazer."Serra e Portella previam a criação do Bilhete Lazer desde março, quando foi lançado o Bilhete Fidelidade, que dá desconto de 8,7% na compra de 20 bilhetes para o metrô e CPTM (R$ 2,10 cada). Na ocasião, dizia-se que o bilhete para final de semana seria válido das 15 horas de sábado às 20 horas de domingo. Já o Bilhete Dia daria direito a viagens ilimitadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.