Metroviários ameaçam greve no dia 7

Não houve acordo na reunião de tentativa de conciliação entre o Sindicato dos Metroviários e adireção da Companhia do Metropolitano (Metrô) no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).Os trabalhadores reinvindicam o recebimento imediato da primeira parcela do Programa de Participação dos Resultados - que corresponde a um terço da folha de pagamento -, mas aempresa afirma que só poderá pagar o benefício no dia 30.Em assembléia no dia 29 de dezembro, os metroviários adiaram a paralisação marcada para aquele dia e definiram umanova data: 7 de janeiro.O processo sobre a greve dos funcionários será julgado pela Seção Especializada em Dissídios Coletivos do TRT na segunda-feira, às 15 horas. O relator será o juiz Delvio Buffolin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.