Metroviários de SP ameaçam entrar em greve na quarta

Metroviários de São Paulo ameaçam entrar em greve na próxima quarta-feira. A intenção da categoria é paralisar as atividades durante um dia, como forma de exigir a abertura de negociações para o recebimento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) da empresa.A greve foi decidida ontem, durante assembléia. Segundo os metroviários, não houve proposta da diretoria para o repasse da PLR deste ano, que é pago desde 1998. No ano passado, os funcionários receberam R$ 1.640,00 de PLR, depois de terem entrado com ação judicial no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).Em junho deste ano, os metroviários já ficaram em greve durante dois dias. A conseqüência do acerto entre o sindicato e a empresa, no entanto, foi o aumento da tarifa. Os metroviários receberam um reajuste salarial de 7%, além de 50% para os funcionários que trabalham à noite e horas extras. Eles também conseguiram obter gratificação por tempo de serviço para os funcionários contratados até 30 de abril. O metrô de São Paulo é utilizado por aproximadamente 2,5 milhões de pessoas diariamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.