Metroviários decidem não entrar em greve nesta terça-feira

O Sindicato dos Metroviários decidiu na noite desta segunda-feira não realizar uma greve, prevista para ocorrer a partir da 0h desta terça-feira. A decisão ocorreu em assembléia, iniciada às 19h, para votar a proposta apresentada nesta tarde pelo Metrô. A paralisação seria por falta do pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Até 2005, a PLR era paga pelo último período de agosto a julho e, em 2006, a Companhia do Metrô disse que começaria a pagar de janeiro a dezembro. A reclamação dos funcionários era de que os cinco meses finais do ano passado que não foram pagos. O Metrô ofereceu R$ 1.250 por funcionário pelo período. O valor é equivalente ao pago no ano passado (R$ 1.730) mais o reajuste da inflação e, como os metroviários aceitaram a proposta, será pago em três parcelas a partir de abril.

Agencia Estado,

26 Fevereiro 2007 | 21h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.