Metroviários paulistas suspendem nova greve

Os metroviários de São Paulo decidiram nesta segunda-feira, em assembléia, não parar nesta terça-feira. Mas vão manter estado de greve, até a próxima reunião, na segunda-feira. A categoria aceitou por unanimidade a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST), divulgada hoje, de parcelar o reajuste de 18,13% concedido aos metroviários pelo TRT-SP: 12,13% imediatamente, 3% em janeiro e 3% em março de 2004. O Metrô está estudando o impacto da decisão sobre a folha de pagamento e só vai se pronunciar nesta terça-feira.

Agencia Estado,

30 Junho 2003 | 21h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.