Metroviários têm de manter 80% da frota em SP, diz a Justiça

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou que em caso de greve dos metroviários seja mantida em circulação 80% da frota de trens, aumentada para 100% durante os horários de pico, em São Paulo. O tribunal proibiu a interrupção do funcionamento das estações, sob responsabilidade civis e penais, tanto para o Sindicato dos Metroviários e da Companhia do Metropolitano. Caso as determinações do TRT não sejam cumpridas, a desobenediência implicará numa multa diária de R$ 200 mil, dividida entre os metroviários e a empresa.

Agencia Estado,

16 Junho 2003 | 18h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.