Militantes chegam em ônibus dispostos a enfrentar chuva

O estacionamento do Anhembi ficou completamente tomado de ônibus e Kombis, que vinham de Osasco, M"Boi Mirim, Itaquera. Patrocinados pelos candidatos a deputado de cada região, vinham lotados de uma militância disposta a enfrentar a chuva.

Flávia Tavares, O Estado de S.Paulo

28 Setembro 2010 | 00h00

"Viemos em cinco ônibus do Itaim Paulista. Chamamos e o pessoal aceitou na hora", garantiu Rose, coordenadora da campanha "de rua" de Cândido Vaccarezza na região. Os presentes faziam questão de declarar que estavam ali no Sambódromo especialmente para "dar um gás" na campanha de Aloizio Mercadante.

O comício começou por volta das 19h30, com Netinho, mais como animador do espetáculo. Marta Suplicy reforçou o pedido para que se elejam mulheres. Mercadante e Dilma vieram em seguida. Por fim, Lula.

O tom do presidente foi quase de despedida. E, com o aguaceiro que caiu, muita gente não esperou. Assim, o discurso de Lula acabou encurtado, e o vice de Dilma, Michel Temer, que chegou no fim, mal viu a última passagem da campanha por São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.