Militares são acusados de roubar casa de traficante no Complexo do Alemão

Ar condicionado e chopeira foram roubados; sindicância aponta três militares como culpados

Pedro Dantas, O Estado de S. Paulo

27 Janeiro 2011 | 15h24

RIO - A Seção de Comunicação Social da Força de Pacificação informou nesta quinta-feira, 27, que concluiu a sindicância aberta para apurar uma denúncia de que um tenente e dois militares teriam roubado dois aparelhos de ar condicionado e uma chopeira, na casa abandonada de um traficante, no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio. A investigação apontou que há indícios que o tenente e os dois praças são culpados.

 

Um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado e será concluído em 40 dias. O inquérito pode resultar na expulsão dos militares da instituição. O tenente possui dois anos de atividade como oficial, enquanto os dois praças possuem dois anos e três anos e meio de tempo de serviço.

 

Em nota, o Exército informa que "é uma instituição com rígidas normas de conduta e culto aos mais nobres valores morais" e ressalta que o fato de o oficial ter sido denunciado pelo pelotão que comandava "é uma demonstração clara do integral respeito à legalidade".

 

Os militares envolvidos permanecem afastados das atividades da Força de Pacificação e prosseguem cumprindo o expediente em seus quartéis de origem, uma vez que a fase investigativa ainda não se encerrou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.