Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Militares são detidos após sumiço de R$ 200 mil de fragata

Duzentos militares ficaram retidos nesta segunda-feira na fragata Niterói, ancorada na Baía de Guanabara, por causa do desaparecimento de R$ 200 mil do cofre da embarcação. A Marinha já abriu um inquérito para investigar o caso, mas a corporação informou que eles não estavam de plantão e não detidos na embarcação.No domingo, depois que o sumiço do dinheiro foi constatado, osmarinheiros foram colocados em esquema de pronto emprego, ou seja, tiveram de continuar no navio, mesmo não estando de plantão, conforme informou o Ministério da Defesa. Parentes que aguardavam militares que sairiam de folga pela manhã contaram que os superiores haviam informado que ninguém entraria ou sairia do navio por causa do suposto roubo. O 1º Distrito Naval não divulgou o caso. De acordo com o ministério, não houve atendimento externo na assessoria de comunicação do órgão no Rio. O ministério também não deu detalhes sobre o episódio. A assessoria divulgou que informações só poderiam ser passadas à imprensa hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.