Militares trocam tiros com traficantes nos morros no Rio

Os moradores do Morro da Providência foram acordados às 6 horas da manhã desta sexta-feira, 10, por mais um tiroteio entre traficantes e militares. Os tiros começaram a ser disparados da parte baixa em direção ao topo do morro, onde soldados do Exército estavam abrigados. Os militares revidaram com tiros de metralhadora e pistola. Alguns moradores saíram de casa durante o tiroteio e foram repreendidos pelos soldados. Não há informações sobre mortos ou feridos. No Morro do Pinto, vizinho da Providência, moradores afirmam que soldados invadiram casas, por volta de 6h30 da manhã desta sexta-feira, para subir nas lajes e se posicionar para confrontar os bandidos. Os tiroteios começaram na noite desta quinta-feira, 9. Foi o pior embate desde o início da ocupação, que tem como objetivo recuperar armas roubadas de um quartel do Exército. Seis favelas continuam ocupadas pelos militares. Na Mangueira, também houve tiroteio de madrugada. Ainda na noite de quinta, o Exército apreendeu no Morro da Providência, região central do Rio, grande quantidade de munição, três pacotes de cocaína e material para embalar as drogas. O morro foi ocupado no último sábado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.