Minas confirma novo caso de febre maculosa

A Vigilância Sanitária de Minas Gerais confirmou o segundo caso de febre maculosa no Estado, este ano. O paciente é um policial militar da cidade de Três Corações, no Sul de Minas. Desde 2000, não havia registro da doença na região. O policial deve ficar internado por pelo menos duas semanas. A febre maculosa é transmitida pela picada do carrapato-estrela infectado.Os principais sintomas são febre alta, dor de cabeça, dor no corpo, diarréia e o surgimento de manchas vermelhas na pele (as máculas, daí o nome da doença). Eles levam de sete a dez dias para se manifestar e, a partir de então, o tratamento deve ser feito em, no máximo, cinco dias.Por isto, apesar da baixa incidência da febre maculosa em comparação com outras doenças, ela tem alto índice de mortalidade. Entre 1995 e 2004, Minas Gerais registrou 119 casos da doença, com 25 mortes, o que representa 21% do total.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.