Minas e Rio têm mais acidentes fatais

Nas rodovias fluminenses, aumento foi de 200% em relação a 2007

, O Estadao de S.Paulo

30 de dezembro de 2008 | 00h00

Mesmo com a lei seca e a tendência nacional de queda nos acidentes, Rio e Minas registraram aumento no número de mortes nas rodovias federais durante o Natal, em comparação com o mesmo período do ano passado. Um balanço parcial da Polícia Rodoviária Federal (PRF) fluminense mostra que 14 pessoas perderam a vida entre os dias 23 e 28. A quantidade é quase 200% superior ao feriado de 2007 - entre os dias 21 e 26 -, quando houve 5 vítimas. Em Minas, 50 pessoas morreram nas estradas federais, ante 31 em 2007.O aumento nas mortes nas rodovias fluminenses surpreendeu a PRF, uma vez que os acidentes subiram em uma proporção inferior - de 245 para 283 - e a quantidade de feridos permaneceu estável - 102 neste ano ante 100 em 2007. Uma das explicações da PRF é a chuva forte que atingiu a Região Sudeste nas últimas semanas, que deixou as pistas escorregadias, danificou o asfalto, além de ter provocado quedas de barreiras. Para as festas de réveillon, haverá um aumento no policiamento.Situação oposta foi verificada nas rodovias de São Paulo. Um balanço preliminar da PRF paulista mostra que sete pessoas morreram entre os dias 20 e 27 - redução de 46% em relação aos mesmos dias do ano passado, quando houve 13 vítimas. De acordo com Edson Varanda, chefe da Comunicação Social da PRF paulista, a lei seca foi um dos fatores que contribuíram para a redução. "Não podemos falar em uma única causa, mas com certeza é conseqüência de uma legislação mais rígida e do aumento na fiscalização", disse. No Dia de Natal, seis motoristas foram autuados por dirigir embriagados.Varanda disse que a meta da PRF é reduzir o número de mortes também no réveillon e, para isso, pode haver aumento na fiscalização. "Ainda vemos muita imprudência. No Dia de Natal, um Santana capotou na Régis Bittencourt com dez pessoas, sendo quatro crianças." As rodovias estaduais paulistas também apresentaram melhora nos índices. Entre os dias 24 e 28, houve 34 vítimas, ante 44 do mesmo período de 2007, uma redução de 22%. O número de acidentes também caiu, de 1.175 para 955. No total, 57 motoristas foram autuados por embriaguez, 58% a mais do que no período anterior. FABIANA MARCHEZI, RENATO MACHADO e SOLANGE SPIGLIATTI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.