Minas Gerais lidera número de acidentes nas estradas neste feriado

Dezenove mortos, 219 feridos e 370 acidentes ocorridos nas estradas brasileiras, desde a zero hora de quinta-feira, 12, quando teve início a Operação Padroeira da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em todas as rodovias. É o que revelou o balanço parcial do Departamento Nacional da PRF divulgado na manhã desta sexta-feira, 13.Em número de ocorrências, o Estado de Minas Gerais está em primeiro lugar na lista. Foram 67 acidentes, com 37 feridos e 7 mortes. Santa Catarina teve 49 acidentes, 25 feridos e 4 mortes. O Rio de Janeiro registrou 32 acidentes, 15 feridos e 2 mortos. No Estado de São Paulo, foram registrados 42 acidentes, 24 feridos e nenhuma morte.Em um dos acidentes mais graves, cinco ocupantes de um mesmo veículo morreram na BR 365 que dá acesso a Monte Alegre, em Minas Gerais. De acordo com o inspetor da Polícia Rodoviária do Estado, Aristides Amaral Junior, o motorista de veículo Corsa perdeu o controle e invadiu a pista contrária em uma curva no quilômetro 712, batendo de frente contra um Gol. Na colisão ocorrida às 17h15 desta quinta-feira morreram Abner Carvalho Santos, de 23 anos, Danilo Ferreira de Carvalho, de 16, Kessia Cristina Ferreira, de 19, grávida de 8 meses, Hugo Vinícius Carvalho Santos, de 3, e João de Assis Ferreira Faria, de 33. O motorista do Gol, Valdecir Coutinho Fernandes, de 39 anos, sofreu ferimentos graves e foi socorrido no Hospital de Monte Alegre, onde permanecia internado nesta sexta.Em outro acidente, também em Minas, duas pessoas morreram no choque entre um Palio e uma carreta. A colisão aconteceu às 21h10 de quinta-feira no quilômetro 212 da BR 452, na cidade de Nova Ponte. Segundo Amaral Junior, o motorista do Palio, Sebastião Eugênio da Silva, de 47 anos, passou direto no trevo batendo na lateral da carreta. O motorista e Cleusa de Moura da Silva, de 43 anos, morreram no local. A outra passageira do Palio, Fernanda Moura Silva, de 22, teve ferimentos graves e foi socorrida no Hospital de Nova Ponte. O motorista do caminhão Luiz Carlos Pio da Silva, de 49 anos, nada sofreu.

Agencia Estado,

13 de outubro de 2006 | 12h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.