Minc anuncia ampliação da cobertura de tratamento de esgoto

Ministro do Meio Ambiente afirma que serão necessários investimentos de R$ 12 bilhões por ano por 10 anos

Agência Brasil,

08 de setembro de 2008 | 16h24

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, anunciou que o governo pretende dobrar a cobertura de saneamento ambiental no País, com um plano decenal de saneamento básico a ser implementado no fim do ano.  O anúncio foi feito durante a comemoração dos 54 anos da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), nesta segunda-feira, 8, no Rio de Janeiro.  "Hoje, o Brasil coleta e trata 35% do esgoto domiciliar, o que significa que 65% do esgoto vai in natura para os rios, mares e lagoas. O objetivo é, em 10 anos, passar de 35% para 70%", disse.  Minc adiantou que serão necessários investimentos de mais de R$ 12 bilhões por ano. Atualmente, segundo ele, contando investimentos federais, estaduais e privados, o investimento é de cerca de R$ 6 bilhões anuais em saneamento.  Minc destacou, ainda, que a principal causa da mortalidade infantil no Brasil é a falta de tratamento de esgoto. Para ele, é fundamental encarar o saneamento ambiental como prioridade estratégica do país, por isso, o plano terá o planejamento das ações dos próximos 10 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
esgotoMincsaneamento básico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.