Ministério da Saúde enviará oito toneladas de medicamentos para MG

Força Aérea Brasileira (FAB) transportará parte do material para Belo Horizonte nesta noite

estadão.com.br,

06 Janeiro 2012 | 18h56

SÃO PAULO - O Ministério da Saúde enviará para Minas Gerais cerca de oito toneladas de medicamentos e insumos estratégicos usados para prestar os primeiros socorros a vítimas de desastres, a partir desta sexta-feira, 6. O material será suficiente para atender a 60 mil pessoas em um mês.

Hoje, serão enviadas duas toneladas e as outras seis toneladas no sábado, 7. Os pacotes contém antibióticos, antiinflamatórios, antiparasitários, analgésicos, antitérmicos, anti-hipertensivos, ataduras, esparadrapos, luvas, máscaras, cateteres e seringas, entre outros materiais.

Uma aeronave C-105 Amazonas da Força Aérea Brasileira (FAB) chegará à base aérea de Brasília, às 21h desta sexta-feira, 6, para transportar 2,5 toneladas de medicamentos e material de enfermagem para as vítimas das enchentes em Minas Gerais.

O material disponibilizado pelo Ministério da Saúde será enviado a Belo Horizonte. A decolagem da aeronave está prevista para ocorrer às 22h.

Cruz Vermelha. A Cruz Vermelha Brasileira está com suas equipes de prontidão para auxiliar as ações do governo nas regiões atingidas pelas enchentes, disse hoje o presidente da entidade, Walmir Moreira Serra, que se reuniu com o secretário nacional da Defesa Civil, Humberto Viana.

Walmir Serra declarou que está supervisionando e orientando as ações que a Cruz Vermelha do Rio de Janeiro e de Minas Gerais fazem em parceria com a Defesa Civil. "As demais filiais e nossos voluntários, em todo o Brasil, estão de prontidão. Aguardamos orientação da Defesa Civil para levar assistência às populações atingidas, de acordo com as necessidades levantadas pela Defesa Civil, pelo Corpo de Bombeiros e Exército", disse.

Com informações da Agência Brasil.

Mais conteúdo sobre:
chuvaMinas GeraisFAB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.