Ministério diz por que tirou vídeo de site

A assessoria de imprensa do Ministério do Planejamento divulgou nota ontem para explicar por que apagou de seu canal no YouTube a íntegra de reportagem do Jornal da Noite (Band) que foi ao ar no dia 19, na qual caciques do PT e do PSDB - além do ministro Paulo Bernardo - comentam as declarações feitas pelo vice na chapa de José Serra, Índio da Costa (DEM), de que o PT é ligado às FARC e ao narcotráfico.

Rodrigo Alvares, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2010 | 00h00

A assessoria informou que "foi colocada no ar matéria em que o ministro responde a indagações da imprensa sobre as declarações do candidato a vice-presidente, ocorrida no dia anterior, e a resposta do ministro Paulo Bernardo sobre o assunto. (?)". "O Ministério do Planejamento em sua página oficial não repercute temas eleitorais sob nenhuma circunstância. Consideramos que, nesse caso, houve falha e a substituição da matéria já foi providenciada. Reconhecemos e lamentamos o erro."

A página do ministério tem um espaço reservado para a reprodução das entrevistas do ministro. Na matéria da Band, Bernardo chama Índio de "idiota". Contatada pelo portal do Estadão sobre o vídeo, a pasta retirou a reportagem e a substituiu por outra sobre o "Minha Casa, Minha Vida".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.