Ministério Público cria grupo para combater crimes contra animais em SP

Grupo atuará em conjunto com o promotor de Justiça Natural

02 de agosto de 2011 | 09h35

SÃO PAULO - O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) criou o Grupo Especial de Combate aos Crimes Ambientais e de Parcelamento Irregular do Solo Urbano (GECAP), que vai combater casos de maus tratos, ferimentos e mutilação de animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

 

A proposta de criação do grupo especial foi aprovada pelo Órgão Especial do Colégio de Procuradores de Justiça na última quarta-feira. Dois dias depois, o ato normativo foi assinado pelo procurador-geral de Justiça, Fernando Grella Vieira.

 

O GECAP vai atuar de forma integrada com o promotor de Justiça Natural, oficiando em representações criminais, peças de informação, inquéritos policiais, termos circunstanciados e processos criminais. Os promotores vão atuar de acordo com leis como a de nº 9.605/98, que pune os crimes ambientais.

 

Os promotores que integrarão o novo grupo serão indicados em 30 dias, mediante processo de legitimação pelos promotores de Justiça Naturais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.