Ministério Público denuncia professor por assédio a aluna no Rio

Docente teria tentado seduzir menor quatro vezes no ano passado e, segundo a denúncia, continua dando aula

Central de Notícias,

17 de fevereiro de 2011 | 11h21

SÃO PAULO - O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou um professor de matemática pelo crime de assédio sexual. O professor da rede pública municipal do Rio teria tentado seduzir uma aluna de 13 anos. Segundo a denúncia da 20ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal da 1ª Central de Inquéritos, o professor teria cometido o crime por quatro vezes.

 

De acordo com a denúncia, as tentativas de sedução ocorreram em março do ano passado na Escola Municipal Rubens de Farias Neves, em Campo Grande. No dia 22 de março, o professor tentou convencer a menina a ir até sua casa quando a esposa dele não estivesse presente.

 

No dia seguinte, o professor propôs que a aluna faltasse na última aula e fosse para a casa dele, novamente a garota se recusou. No dia 24, após conseguir o telefone celular da estudante, tentou mais uma vez convencer a garota a encontrá-lo. Como a estudante já tinha contado o que estava acontecendo aos seus pais, a conversa foi gravada.

 

Na denúncia, o MP-RJ afirma que o professor continua dando aula normalmente, o que "implica a exposição de outros alunos a severíssimo risco". O MP pede a condenação do professor e sua imediata suspensão de suas funções e que a Secretaria de Educação do Rio tome as medidas cabíveis no âmbito administrativo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.